Um dos principais complexos industriais da Embraer no Brasil, a Unidade de Gavião Peixoto, interior de São Paulo, celebra nesse mês de outubro 20 anos do início das operações. A data é alusiva às primeiras atividades de ensaio em voo na pista de 5 mil metros de extensão e até 95 metros de largura – a maior do hemisfério sul –, projetada para os testes dos protótipos e aeronaves que seriam fabricadas no local.

A rapidez e eficiência com que passaram a ser realizados os ensaios dos novos produtos da companhia resultam em parte das características específicas das instalações dedicadas para este fim, comprovando o acerto da decisão de implantar a nova planta, estratégica para o futuro da empresa.

CLAUDIO CAPUCHO www.estudiocaps.com.br

Com características como baixo relevo, meteorologia favorável na maior parte do ano e próxima de centros educacionais de excelência para formação de mão-de-obra qualificada, a área de 18 milhões de m2 – equivalente a 2.500 campos de futebol – da “Cidade de Asas” reuniu as melhores condições entre as mais de 300 localidades analisadas para receber o investimento.

“A presença da Embraer em Gavião Peixoto coincide com as importantes transformações sociais que a região passou nas últimas duas décadas, em uma geração contínua de conhecimento que contribui com a formação de qualidade de nossos colaboradores, fortalece parcerias perenes e impacta positivamente a comunidade”, disse Andreza de Souza Alberto, Diretora da Unidade Gavião Peixoto, da Embraer. “É uma satisfação poder liderar o complexo industrial nessa data histórica, que é fruto dos esforços diário de milhares de pessoas que nos ajuda a levar adiante o propósito de contribuir para uma sociedade mais inclusiva, e nos faz crescer de forma mais sustentável, promovendo a diversidade.”

Desde sua chegada no local, a Embraer tem investido em parcerias com entidades de ensino para promover qualificação profissional, com a participação dos colaboradores que também contribuem diretamente compartilhando seus conhecimentos, com base nas características da indústria aeronáutica e a realidade do mercado local. Um dos destaques é o Programa Formare, dedicado para jovens em situação de vulnerabilidade, e que transforma a empresa em um ambiente privilegiado de aprendizagem e desenvolvimento de competências para o trabalho e para a cidadania.

Na Embraer de Gavião Peixoto desenvolve-se também um dos maiores projetos privados de reflorestamento do Estado de São Paulo, que cobre 20% da área da empresa com mata nativa. Para o processo de revitalização foram utilizadas 135 espécies remanescentes da Mata Atlântica.

Atualmente, além da estrutura para ensaio em voo, a planta industrial também reúne atividades de engenharia, produção, modernização e serviços relacionados ao mercado de Defesa & Segurança. No local é fabricado o avião de transporte multimissão C-390 Millennium, o A-29 Super Tucano e desde 2020 realiza o desenvolvimento e testes do caça Gripen. Encontra-se ainda na unidade a produção de jatos da família Praetor e a fábrica de móveis para aviação executiva.  

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here