Após o anúncio de mais uma alta nos preços, Promax Bardahl divulgou e-book grátis com orientações de manutenção preventiva, condução e cuidados com o veículo a fim de amenizar a dor no bolso nas visitas aos postos

Economizar combustível sempre foi importante em qualquer época e em qualquer lugar, especialmente no Brasil. Agora, em tempos de constantes altas dos preços nas bombas dos postos, passou a ser uma necessidade. Somente no ano passado, a elevação ficou na casa dos 45% e 2022 começa com novo reajuste definido semana passada.

Gastar menos combustível é, obviamente, bom para o bolso. Vale lembrar também que o consumo reduzido traz consequências benéficas para a saúde das pessoas e do planeta.

A situação é simples, menor queima na câmara de combustão do motor produz menor quantidade de fumaça composta por substâncias poluentes para ser lançada no ar pelo escapamento.

Ao contrário do pensamento comum, economizar combustível não é apenas caçar promoção na hora de abastecer. É tomar atitudes na manutenção do veículo e na forma de conduzir a fim de fazer a sua parte  para viver no melhor dos dois mundos. Um mundo onde as visitas aos postos são menos frequentes e o ar estará cada vez mais livre de poluentes.

Para ajudar você nessa jornada em busca de formas para economizar combustível, a Promax Bardahl elaborou um e-book. São 20 dicas simples e práticas para a rotina na condução nas ruas das cidades ou estradas brasileiras. 

Listamos dez dessas orientações que podem ajudar na redução do consumo. Para conferir as 20 dicas, basta fazer o download grátis do e-book que integra a campanha “MAIS KM, MAIS ECONOMIA” pelo https://conteudo.bardahl.com.br/economia-combustivel

Confira 10 das 20 dicas do e-book:

1 – TROQUE O ÓLEO DO MOTOR – Negligenciar os períodos de troca dos lubrificantes não só pode resultar em gastos extras de combustível como comprometer a vida útil do motor. Sempre respeite as instruções do manual do proprietário não apenas em relação aos prazos, mas também ao tipo de óleo recomendado. Ambas as informações estão no manual do proprietário.


2 – USE  TRATAMENTO PARA CÁRTER DE MOTOR – Desenvolvido para oferecer proteção extra ao motor e melhorar o desempenho do lubrificante, protege as peças internas do motor por meio da formação de uma película protetora de ação polar que protege principalmente nas partidas à frio – momento de maior atrito. Também atua na limpeza e evita a formação de resíduos decorrentes da queima de combustível. Produtos de qualidade ao invés de desbalancear, potencializam os benefícios de uma boa lubrificação. Esses fatores juntos, geram menor consumo.

3 – SISTEMA DE ARREFECIMENTO – Quando entra em ação, faz o líquido de arrefecimento (água + aditivo) percorrer a parte interna do motor, onde, mesmo sem entrar em contato com os componentes responsáveis pela combustão, se aquece, justamente para retirar o calor. Quando completa seu percurso e chega ao radiador, a troca de calor é realizada e o motor trabalha tranquilo e, trabalhar na temperatura ideal consome menos combustível. A utilização de produto com etilenoglicol, conforme recomendação da montadora e na concentração correta, também reduz o custo com manutenção gerando muito mais economia.

4 – ENCHENDO O TANQUE – Nunca deixe o frentista encher o tanque até a“boca” . Respeite o limite da trava. Isso porque combustível em excesso pode inundar o cânister e, além de comprometer a filtragem de vapores, pode trazer problemas se o carvão dessa peça se soltar, danificando outros itens do  motor.

5 – TROQUE OS FILTROS  Nas revisões periódicas e trocas de lubrificante, nem pense em economizar e deixar de trocar os filtros de ar, de óleo e de combustível. Filtro de ar sujo, por exemplo, reduz a admissão de ar no motor e o faz gastar mais. Problemas similares ocorrem com os filtros de óleo e combustível. É o típico barato que sai caro.

6 – AR-CONDICIONADO AUMENTA CONSUMO NA ESTRADA: FAKE NEWS  Em velocidades altas, manter os vidros abertos compromete a aerodinâmica do veículo, ou seja, o ar que entra pelas janelas exerce uma força contrária e atrapalha o avanço do carro. Com os vidros fechados, a resistência do ar é menor, o carro roda melhor e isso compensa o gasto de combustível gerado pelo ar-condicionado.

7 – ALINHAMENTO E BALANCEAMENTO – Um veículo desalinhado e desbalanceado corre o sério risco de rodar com mais dificuldade, parecendo estar “amarrado”.  Quando os pneus começam a puxar para um lado e forçar mais, o consumo sobe. Trepidação do volante ao dirigir é um indício de problema. Fique atento a estes sintomas.

8 – DESLIGUE O CARRO – Evite ficar parado com o carro ligado. Se perceber que vai demorar um certo tempo para voltar a “andar”, o ideal é desligar o motor. Esta é a estratégia dos veículos “Start-Stop”. Portanto, não desative esta função.

9 – ACERTE A MARCHA – Fique de olho no conta-giros. Para economizar combustível, o ideal é rodar na cidade com o motor entre 1.500 e 2.000 rpm. Se o seu carro é manual, troque as marchas sempre na rotação correta. Os novos veículos possuem uma luz indicadora no painel que informa o melhor momento para a troca da marcha.

10 – BANGUELA? NEM PENSAR – Esqueça a lenda de que “soltar o carro na descida” economiza combustível. Os carros atuais contam com injeção eletrônica e central de inteligência, que entende quando o veículo  percorre trechos em declive engrenado e sem  aceleração. Desta forma, a relação de marchas mantém o motor em movimento e o fluxo de combustível é reduzido ou cortado.

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here