Busca pela igualdade de gênero é um dos focos de ação da Escolinha de Triathlon Formando Campeões, referência na educação por meio do esporte, em Curitiba

As meninas são cada vez mais protagonistas da nova geração do triathlon brasileiro. Na esteira de Gabrielle Lemes e Amanda Moro, no pódio de competições internacionais, um número cada vez maior delas buscasna modalidade não só uma rotina mais saudável mas até um meio de vida. Reflexo do trabalho realizado pela Escolinha de Triathlon Formando Campeões, referência na educação por meio do esporte. Uma das principais missões do projeto é a igualdade de gêneros, tanto entre alunos como na equipe técnica. Missão que está perto de ser alcançada.

No Colégio da Polícia Militar, as meninas já somam 40% do total de alunos. A meta é chegar aos 50% ainda este ano. A equipe de professores também conta com uma representante feminina, a estagiária Fernanda Nardino, ex-aluna do projeto. Além da preocupação com o espaço reservado para elas, a Escolinha de Triathlon promove a igualdade de gêneros nos treinos e no ambiente familiar.

“Nas aulas, temos o cuidado de jamais subestimar a capacidade das meninas e demonstrar que, com características diferentes, todos têm suas qualidades e devem trabalhar juntos. Também procuramos sempre passar para as crianças a noção de comunidade no ambiente familiar, com cada um, pai, mãe, irmão e irmã, tendo suas funções, sem discriminação. Não existe trabalho só de homem ou só de mulher”, destaca o coordenador Ricardo Júnior Cardoso.

O trabalho da Escolinha está alinhado com o quinto Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas, que aponta para a busca pela igualdade de gêneros. Faz parte desse objetivo o combate de todas as formas de assédio e violência contra as mulheres. No total, 17 ODS integram a Agenda 2030 da ONU, voltada para a redução das desigualdades no mundo.

Representatividade

Se até há poucos anos poucas mulheres praticavam triathlon, hoje a realidade é diferente, com meninas pensando no esporte como profissão. Elas se espelham em jovens atletas como Gabrielle Lemes, campeã sul-americana júnior de 2018, hoje disputando provas internacionais na elite da modalidade, e Amanda Moro, melhor do Brasil no ranking americano júnior, em 4º lugar. As duas foram alunas da Escolinha no núcleo CPM e hoje integram a equipe de alto rendimento do projeto.

“As meninas vêm demonstrando muita persistência para alcançar seus objetivos. Algumas já estão focadas em ser atletas profissionais, no futuro”, elogia o coordenador Ricardo Júnior Cardoso.

Metas da Agenda 2030 na Escolinha

A formação de crianças e adolescentes por meio do esporte é a principal missão da Escolinha de Triathlon Formando Campeões. Mais do que as técnicas do nada, pedala e corre, a equipe técnica segue diretrizes pedagógicas para orientar os triatletas mirins em questões como organização pessoal, disciplina e respeito aos pais e professores.

Essas diretrizes também estão de acordo com os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável que integram a Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas, a ONU, com a qual o projeto está comprometido. A Escolinha busca atingir esses objetivos de forma individual, com ações de conscientização com os alunos, e coletiva. Faz parte do projeto o compartilhamento dos equipamentos de treino, a preocupação com uma educação escolar de qualidade, adoção da igualdade de gêneros no número de alunos e professores.

Formando Campeões

A Escolinha de Triathlon Formando Campeões, iniciada há seis anos em Curitiba (PR), é hoje um modelo de formação da modalidade no País. Idealizado pelo atleta olímpico curitibano Juraci Moreira, contempla 660 crianças e adolescentes em 15 núcleos espalhados por Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Distrito Federal e Ceará.

A unidade do Colégio da Polícia Militar do Paraná foi a primeira a ser criada, e é pioneira na formação de triatletas. Hoje, atende 60 alunos. As crianças contam com todos os equipamentos necessários e são treinadas por especialistas na modalidade.

A Escolinha de Triathlon Formando Campeões é viabilizada pela Lei de Incentivo ao Esporte, programa da Secretaria Especial do Esporte, Ministério da Cidadania e Governo Federal com a execução da Federação Paranaense de Triathlon e apoio do Colégio da Polícia Militar do Paraná. Os patrocinadores são SulAmérica, Electrolux e Rede Condor.

Curta a Fã page – Escolinha de Triathlon – Formando Campeões

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here