Embarcação trouxe a bordo 784 veículos importados da montadora alemã BMW

Na tarde desta quarta-feira (25), o navio “ FLORIDA HIGHWAY“, atracou no Porto de Itajaí (berço 03), trazendo a bordo veículos da montadora alemã, modelos BMW e Mini Coopers.

No total, 784 unidades (veículos importados) foram trazidos pelo Porto de Santos (SP). O navio FLORIDA HIGHWAY é de bandeira do Panamá, cujo comprimento é de 199,97 metros e boca (largura) de 32,26m.

O navio registrou, de acordo com a Diretoria-Geral de Operações Logísticas da Superintendência do Porto de Itajaí, um volume aproximado de 1588 toneladas. Ao desatracar do porto de Itajaí, tem seu destino no roteiro marítimo, o porto de Zarate, na Argentina, onde conclui suas escalas.

O navio, “FLORIDA HIGHWAY”, pertence a companhia de transporte oceânico, Armador K-LINE, originária do Japão. No porto de Itajaí, a previsão deste tipo de operação será mensal.

A embarcação executa o sistema Roll On Roll Off, consiste na retirada dos veículos de dentro do navio por meio de uma rampa elevatória.

Após a descida, os carros são deslocados para o pátio da área primária. Esta operação pode levar até cinco horas, dependendo da quantidade de veículos a serem retirados.

“O Porto de Itajaí se sobressai na logística, se destacando entre os demais portos Brasileiros pelo sistema Roll On Roll Off. Com a qualificação dos nossos trabalhadores portuários, e o sucesso deste tipo de operações, demonstra plena capacidade e condições para este tipo de movimentação. Sem dúvida, uma união que faz a força do Porto de Itajaí, com extrema eficiência operacional”, destaca Fábio da Veiga, Superintendente do Porto de Itajaí.

Após o desembarque do navio, os veículos são deslocados para os pátios da ValePort, e do Recinto Alfandegado Contíguo (RAC), onde são vistoriados.  Em seguida, os automóveis são embarcados em caminhões cegonheiras, e destinados para outras cidades e estados do país.

Com base em desembarques já realizados, um montante de até cem veículos leva cerca de uma hora para ser descarregado da embarcação, obtendo 100% de eficiência na operação e sem o registro de danificações.

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here